terça-feira, 2 de maio de 2017

A tal carta de despedida

{Nós, amores e muito blá, blá, blá}



Créditos: We Heart it

Então tá, chegamos aqui. Bem aqui, no lugar onde novos caminhos se apresentaram como opção pra nós. Foi bem aqui que tudo mudou. Que escolhemos um caminho diferente e este nos apresentou uma nova visão sobre a vida. 

Sobre um "nós". 

Eu sei. Sei que eu acreditei, alimentei, vesti, cuidei, de cada fragmento de esperança que pudesse significar que teríamos uma história bonita e seríamos mais um casal de amigos. 

Mas, não fomos nada. 

Nem amigos, nem casal. Nada. Não fomos nem o espelho de algo legal, porque não deu tempo. No último minuto, perdemos o encaixe, o enlace perfeito e cada um seguiu um rumo... 

É, nos perdemos.

 Mudamos e esquecemos de avisar um ao outro que não éramos mais os mesmos e que a vida, a nossa vida juntos, já não poderia mais existir. 

Perdemos tempo, estragamos sonhos e fizemos da amizade, uma farsa disfarçada de amor. Porém, esta já não existia há muito tempo e só eu não vi, não é mesmo?

Então, agora, cabe a cada um de nós seguir um caminho. Seguir seu próprio caminho e mesmo que doa, porque dói e assusta muito, não devemos mais olhar pra trás, pois, já não há mais lugar para regressar. 

Não há e nem nunca houve alguém à espera. 

Então, adeus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger