segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Carta ao amor 💓

#memories38

Há uns dias ou mês, sei lá, postei um dos textos do {Nós, amores e muito blá, blá, blá} lá na fanpage (clica aqui e curta), então, eis que hoje ele é o tema do Memories dessa semana. Porque às vezes os amores por maiores que sejam, precisam ir dizer adeus.

💓💓💓

Sabe, eu preciso ir. Não sei nem como vou fazer isso, mas preciso ir. É urgente e não posso olhar para trás. 

Se eu olhar para trás, verei que te amo. Ainda te amo. Verei o quanto cada pedacinho meu te amou profundamente em todos esses nossos anos. 

Lembrarei o quanto foi fácil me apaixonar por você logo na primeira semana, mesmo sabendo que você tinha outra pessoa. O quanto foi insano, mesmo te amando, te entregar a um outro alguém e depois o quanto prazeroso foi, vê você sofrer pela partida desse tal "amor".

Conseguirei sentir o coração vibrar da mesma maneira de quando vi o seu sorriso bobo e arteiro pela primeira vez. Aquele seu sorriso de menino que pensa muito e se esconde entre colunas. Sentirei também o peito arder com aquela mísera chance diária de te perder... Aquela que me tirou o sono algumas vezes, me fez te ligar no meio da noite só pra garantir que você ainda estava bem.

"Batman Forever" não será mais um filme a se assistir. Não, porque se vê o Val Kilmer na minha tela, lembrei da música tema que o Seal cantou e que você me fez passar noites ouvindo, acompanhada da sua respiração pesada e das suas críticas monossilábicas. Uma pena, já que ele virou meu filme preferido.

Eu te amei. Ahhh, como amei. Em cada briga, em cada piada interna, a cada diálogo frágil e tão sagaz. Porque a gente nunca precisou de muita palavra pra se entender, né? Um completa fácil a ideia do outro.

Amei você, todas as vezes em que me ligou sem motivo, sem um roteiro, só por ligar. Em todas as vezes que sua preguiça de sair de casa falou mais alto do que a vontade de me ver. Amei ainda que achasse que suas ações não eram recíprocas a tanto amor e até quando os outros disseram que você não me merecia.

Eu amei. Amei muito mesmo. Na verdade, ainda amo. Tanto que ainda não tive coragem de ir ao Correio e te enviar essas palavras. Poderia sim mandar uma mensagem pro seu celular, e-mail e o Diabo, mas seria tão imediato que não sei se estou preparada.

É que eu ainda te amo.

¬¬

Começamos falando de amor, né? E sabe, preciso admitir que este é um dos assuntos que mais me agradam. Gosto de gente apaixonada, do tipo que não tem medo de falar sobre o que gosta e que se sente inspirada pelo que vê em volta do seu mundo particular.

Amar é bom. Estou vivendo a fase de me amar mais um pouco, soltar minhas frangas sem medo e claro, aproveitar pra curtir o que amo sem medo. Neste momento, estou me dedicando a estudar mais sobre coisas que gosto, aprimorar outras coisas em que sou boa e deixar rolar a vida. Curtir os amigos.


Engraçado que esta tatuagem da foto aí de cima, tem tudo haver com amores. Ela tem dois significados bem distintos. Por um lado representa meu amor por viajar, sonhos e etc e por outro a despedida de um amor. Um lembrete que amores sempre vem e vão com ar... 


Terminei "Bela Chama" e acho que já contei isso semana passada, mas, só esta semana postei essa foto, por ter amado como ela ficou e tudo que ela me faz sentir. Vejo e sinto o quanto coisas simples e tranquilas me deixam feliz. O quanto poder ter paz pra só sentar e ler seu livro favorito é perfeito.


Meu Kindle novo chegou e finalmente posso voltar a ler como se não houvesse amanhã. Resolvi pegar o branco e tô achando ele mega mimoso, porém, suja fácil e preciso urgentemente de uma capa, mas que seja econômica, já que R$149 não dá não.


Essa semana voltei a tentar cozinhar e me alimentar um pouco melhor. Infelizmente, não consegui manter meu planejamento a semana toda e rolou uns momentos de tensão alimentar com exageros considerados, então, ter conseguido fazer um almocinho delicia e menos pior, já foi um ganho.


E aí, que sexta foi dia de Black Friday e eu não pude e conferir o que tava rolando nas lojas físicas, porque tive que ficar com mamis no hospital, porém, consegui comprar algumas coisas ao longo da semana pela internet.
























E pra fechar a semana, rolou o niver e a comemoração dos 10 mil inscritos de Nath... Pensem, numa festa animada, com energia boa e muito amor? Pensaram? Foi tudo isso vezes 10. Parabéns, Nath!!


Boa semana pra nós!! 

💓💓💓

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger