segunda-feira, 19 de setembro de 2016

A insustentável leveza de ser...

#Memories28


... Feliz,bem sucedido e tantas outras coisas leves e flutuáveis...

Tantas vezes a gente deixa a vida nas mãos dos outros ou até mesmo quando ela está nas nossas mãos - como deveria ser - esquece o quanto cada precioso segundo é único. Esquece de viver, de pesar cada decisão e nessa ansiedade por estar ali ou aqui, esquecemos o quanto somos frágeis. 

Somos tão leves, que num supro tudo pode mudar... 

E aí, eu me pergunto: devemos ter medo de viver ou devemos fazer tudo, sentir cada dor, perder pedaços... E aí?

Já contei que não gosto de setembro? Pois bem, não gosto. Enquanto alguns acham agosto um mês pesado e ficam tensos, eu fico com o mês seguinte. Setembro sempre me deixa angustiada. 

Essa seria uma semana boa, estava relativamente perfeita e apesar de alguns contornos do dia a dia, uma TPM insuportável e alterações emocionais fortes, veio o tombo maior com a morte prematura e até meio irônica, do ator Domingos Montagner. Nos chocamos pelo modo como tudo aconteceu e por todas as situações em torno. 

Sem dúvida, a morte de Domingo, funcionou como um tapa na cara de todo mundo. Dos que vivem intensamente sem medo aos que são exageradamente cautelosos e calculistas. 

Percebemos o óbvio: somos apenas plumas... Leves e frágeis.

¬¬

E a vida assusta, né? Bate na nossa cara do nada e dá aquela dúvida sobre como vivê-la. Um medo de não aproveitá-la ou de no surto de super viver, acabar se perdendo. É louco. 

Passado os sustos e angustias dessa semana, consegui me manter firme na alimentação mais certinha e boa parte disso foi por ter levado sério compartilhar com vocês pelo Instagram algumas das minhas refeições. 




Cortei o cabelo. Na verdade, cortaram... Eu ia só dá uma leve aparada, mas foi aí que me ferrei e tcharan cabelos mais curtos. Fiz muito exercício de respiração e calma pra não surtar e tentei me acostumar com o corte. Me acostumei. 

Mas aí, eis que resolvi escovar e pranchar... Voltei a ficar incomodada, mas depois de mexe pra lá, mexe pra cá, a franja se encontrou e eu tô amando de novo o corte.


Tô conseguindo voltar ao meu ritmo de vida padrão e confortável de sempre, a prova disso é que já consegui ler 3 livros e 1/2 esse mês. Um dos melhores foi "O amante", no melhor estilo Cinquenta tons de cinza, mas sem dominadores, chicotes, traumas e etc...


Aproveitei pra mostrar o press kit que a Muriel mandou pra cá esses dias. Um kit completo com os óleos capilares da marca. Adorei e antes de começar o Low Poo estava louca pra testar o de Babosa, mas como eles tem parafina líquida e silicone (tira isso aí, Muriel!!), não vou poder testar, porém, mamis já foi coagida a participar do teste.


E agora que estou em plena sintonia com a franja no cabelo novo, estou aproveitando pra fazer cliques novos por aí... Esse final de semana tive que dá um pulinho estratégico pra resolver algumas coisas da iluminação da penteadeira. Uma das lâmpadas novas que coloquei, deu problema aí, já viu...



Até que não tá tão curto assim, né?

De inicio achei que tava um meio long bob, mas acho que tá em tamanho médio e teoricamente, um pouco mais compridinho. Ahhh... Já tô tomando o Haar Intern de novo pra dá um up e ajudar o cabelo a crescer mais rápido.


Beijos e boa semana pra gente!! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger