quinta-feira, 18 de agosto de 2016

{Desabafo} Sobre a polêmica de parar a pílula

Antes de qualquer coisa, preciso contar meus motivos de saúde para ter dúvida se devia ou não parar com a pílula, certo?

We Heart It

Comecei a tomar pílula anticoncepcional com 17 anos e o motivo pra variar, foi o início da minha vida sexual. Porém, com o tempo manter o uso do anti bb virou questão de saúde, já que  eu tinha muitas cólicas e chegava até a parar no hospital.

Depois de um tempo, descobri que estava com um cisto no ovário e minha ginecologista aconselhou suspender a medicação por um tempo, para poder averiguar direito que tipo de cisto eu tinha e até se as fortes cólicas e o cisto recém descoberto, não poderiam ser sinal de endometriose. Na verdade, passei um bom tempo achando que tinha endometriose e só descobri meu verdadeiro problema ao acaso. Tinha um cisto dermoide (é um tipo de cisto que geralmente se forma quando a gente ainda é um embrião e fica lá quietinho por um bom tempo. Esse tipo de cisto é meio nojentinho, pois, costuma ter dente, cabelo, gordura e etc...) e depois de enrolar por quase quatro anos, finalmente o operei através de videolaparoscopia (se quiserem, posso falar mais sobre o cisto e tudo depois).

Cisto operado e biópsia feita, foi hora de conversar com a ginecologista sobre o que fazer no futuro e como meu corpo "age". Em função de continuar tendo fortes cólicas e sofrer muito com a TPM, minha médica recomendou que voltasse com o anticoncepcional oral e me receitou um novo, com menos riscos de reação adversas, trombose e etc. Passei a tomar o Qlaira e fui muito feliz por mais de um ano. No entanto, no final do ano passado começamos a ter vazamentos de fluxo e eu passei a menstruar  e pior, fora do ciclo.

O que acontece é que eu não deveria menstruar tomando o remédio e justamente por estar fazendo dieta e reeducação alimentar, a suspensão da menstruação se fazia um tanto interessante, para manter os níveis de ferro e vitaminas no meu corpo. Só que meu anticoncepcional por livre e espontânea vontade deu "spot".

We Heart It
Por conta própria resolvi parar por um mês pra vê se conseguia regular o ciclo e o corpo. Funcionou por duas cartelas e logo depois, olha lá o vazamento de novo e os sintomas fortíssimos de TPM. Voltei à ginecologista e resolvemos suspender por pelo menos três meses. Assim, eu conseguiria ganhar massa magra e músculos mais facilmente e daria um descanso pro meu corpo. Nos dois primeiros meses foi de boa, entretanto, no terceiro mês comecei a ter muitas espinhas e surtei. Fui até a dermatologista e ela aconselhou voltar com a pílula, mesmo a ginecologista e a nutricionista sendo contra. Voltei, fiquei bem de novo por dois meses, mas me senti inchada e aí, após um novo ciclo falhado, resolvi parar de vez.

Sim. Parei de vez e tô nem ai. Pode nascer espinha e o diabo que não volto mais tomar pílula nem nada, sabe por que? Percebi que meu corpo começou a inchar, uma veia na minha perna começou a ficar ressaltada e tive algumas dores nas pernas também. Não acho que todo mundo que toma anticoncepcional vai ter trombose e o diabo, porém, se há outras formas de viver e ter benefícios semelhantes aos que a pílula dá e que vão além da contracepção. No meu caso, a maior vantagem é realmente não ter cólicas e não menstruar. Vi o povo falando que nunca teve TPM tomando o antibb e eu realmente fiquei espantada e juro que queria fazer parte desse grupo, porque a TPM sempre me acompanhou mesmo com a pílula.

Eu acho que a vibe de empoderamento feminino está realmente fazendo nossa cabeça, não é meninas? Cansamos de ter que ceder às vontades alheias e acho que isso é muito bom. Faz bem sair com uma roupa confortável, não ter que usar sempre peças justas e saltos altos, não ter que tomar anticoncepcional só porque o carinha quer transar sem camisinhas e um aviso básico: anticoncepcional só evita gravidez, viu? E dos males, uma gravidez indesejada é o menor. DST é mil vezes pior e sendo chata e sincera? Seja seu parceiro fixo, marido e o diabo, use camisinha sempre!

Dito isso, eu acho que realmente parar o remédio dá uma liberdade muito grande, mesmo com as consequências chatas e mensais. Fora que não haver a preocupação de tomar pílula no horário certo todos os dias e claro, os gastos com o remédio, também é uma maravilha e no meu caso, me motivou muito a pensar em parar (sim, sou pão dura mexxxxmo). Sobre meu corpo, percebi que os inchaços passaram e realmente tá dando pra converter melhor gordura em massa magra e músculos.

Por outro lado, a ente precisa pensar que no quesito "problema de saúde", a sorte de Francisco, não é a mesma de Chico, sendo assim, nada dá garantias que você ou eu vamos ter trombose e todos os problemas que estão sendo atribuídos ao uso continuo e prolongado do anticoncepcional, como também, nada garante que não teremos por ter parado. Vai de cada uma vê o que é melhor para o seu corpo e os motivos em torno da decisão.

Tenho motivos tanto para continuar a tomar quanto para interromper e optei por voltar a ficar sem o medicamente por ele não está sendo tão eficaz e também pelo quesito do desenvolvimento corporal. Mas esses foram os MEUS motivos, certo?

Bye, bye anti bb!!


2 comentários:

  1. Achei o post interessante, até por que tomei antibb por 3 meses apenas e parei. Pelo meu ponto de vista, não achei mudou nada em meu corpo. Até por que nem tempo suficiente teve pra eu poder notar alguma diferença. Confesso que tive muito medo de iniciar o uso, por conta dos boatos e relatos de trombose por conta do uso do anti. Buuuut, comecei a usar assim mesmo e pretendo voltar. Se eu notar alguma diferença (ruim) no meu corpo, eu paro. Não sofrerei por causa disso, vivi 10 anos da minha vida, praticamente, sofrendo com cólicas e tpm, e não vai ser agora, por ter parado o anti, que eu vou morrer. Enfim, não sei. Mas no momento, esse é o meu posicionamento.
    Adorei o post, mamis.
    Beijos!

    www.sonhosempauta.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já parei e voltei tantas vezes e por tantos motivos que já nem tenho mais noção das coisas. Eu sempre converso muito com minhas médicas (ginecologista e endocrinologista) sobre a pílula e os efeitos nocivos dela. Ter algum problema é uma questão de organismo. Há quem não se dá bem e há quem não tem nada demais, porém, é aquilo, né? É algo sintético, então, uma hora ou outra o corpo pode surtar.

      No meu caso, tomar é mais uma necessidade por causa do cisto e/ou das cólicas fortes, mas até que tenho me virado bem (me dopando de chá de canela e muitas compressas de água quente), mas, devo dizer que se não fosse os vazamentos e a dificuldade para ganhar massa, não teria parado.

      Beijos!!

      Excluir

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger