quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

{Cinema} Tirando o atraso do tanquinho de Zac Efron

Entre tanquinho, mini Cooper e muitas gargalhadas!

Acabei de chegar do cinema e vim contar tudo o que achei de "Tirando o atraso", só porque foi um filme realmente bom e que me surpreendeu bastante.

Nem li a sinopse do filme e pra falar a verdade, meu foco era assistir "Deadpool" ou "A quinta onda", mas como as sessões para os dias seriam tarde e eu precisava chegar cedo em casa, acabei indo pra opção de reserva da reserva, mas já sabia que não iria me decepcionar, pois, no elenco tinha Robert De Niro e de qualquer jeito veria o tanquinho de Zac Efron.





Mas cara... O filme é realmente bom!!!

E não é que Zac tem talento pra comédia? Digo isso, porque a última comédia que assisti nas telonas e me provocaram a mesma crise de riso que tive hoje, foi justamente "Vizinhos" (2014) e que também tem ele no elenco. Percebi que o ator tá tomando gosto e leva muito jeito pra filmes de comédias e arriscaria a dizer que ele tá chegando como um substituto de Ryan Reynolds, nos filmes do gênero.


Além de ter um super gatão, trazer algumas feras no elenco e ser divertido, o filme também trás uma temática interessante sobre a relação dos netos com seus avós e também sobre a superação do luto, sexo na terceira idade e principalmente, fazer o que se gosta, sem se deixar levar pelas pressões familiares.


É muito engraçado ver a energia que o personagem do Robert De Niro (Dick Kelly - avô do Zac) tem em tentar seguir com a vida após a morte da esposa e principalmente, em tentar fazer com que o neto faça as escolhas certas e seja feliz.

Você vai rir muito, dá uma leve suspirada com o tanquinho alheio e quem sabe até refletir sobre suas escolhas de vida, assim como fez o Jason (Zac Efron) nos últimos minutos de "Tirando o atraso".

Agora vou planejar como farei para assistir Deadpool, pois, só achei sessão pras 20:30h e eram 13h ainda... Oh my God!


Beijos!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger