sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

{Eu li} Meu Romeu - Leisa Rayven

Eu ia escrever um subtítulo, mas depois pensei bem e achei que não ia conseguir pensar em nada que descrevesse ou fosse interessante, mas sem ser revelador demais, sobre Meu Romeu, romance de estreia da autora Leisa Rayven

Esse é meu primeiro romance oficialmente New Adult e apesar de ter lido recentemente 50 tons de cinza, esse não se caracteriza assim, então, vamos dizer que Meu Romeu foi o primeiro romance, oficialmente tido como "quente". 

Citar 50 tons de cinza ao falar desse livro é essencial. Já que quem leu a história de Christian Grey e Anastasia Steele, ao conhecer os protagonistas de Leisa Rayven, Ethan Holt e Cassandra Taylor, vai notar algumas (várias) semelhanças nas duas histórias. 

O que difere, apenas é a falta de sexo selvagem, loucuras dramáticas e relação submissa e dominador, porém, as cenas românticas, os traumas e algumas características de personalidade dos personagens principais e história pessoal, são bem parecidas. 


Quem narra o livro é a Cassie e a história é contada simultaneamente no presente (aka 2011) e no período em que ela e o Ethan se conhecem e se envolvem (seis anos antes) enquanto fazem faculdade de Teatro. 

Enquanto Cassie é tímida e tenta ser agradável e legal com todo mundo, o Ethan ou Holt, como ela gosta de chamá-lo, é o clássico bad boy com alto senso de confiança e bem reservado. Na verdade, Holt não é tão confiante assim quanto parece, mas faz disso sua arma de sedução e claro, a pobre Cassie Taylor, caí que nem um patinho em cima do bonitão.


Eles até nem querem se envolver de inicio, mas a química entre os dois é tão forte que como imãs, eles se conectam bem facilmente. É claro, que com tanta "tensão" irradiando dos dois, as pessoas logo começam a sacar que tem algo a mais do que amizade entre os dois, só que rola uma negação básica. Na verdade, Cassie de cara já deixa claro que tem desejos sexuais fortes e ardentes por Ethan, porém, ele tem certa 


O fato do livro ser narrado indo e voltando é muito interessante e dá movimento a história, então, acaba não sendo uma leitura cansativa, porque a gente vai tentando entender o que o Ethan fez a Cassie, pra no presente, ela não querer conta com ele, mas ainda sim, se sentir fortemente atraída.

Vou dizer que pra uma virgem, a jovem Cassie é uma tarada de primeira. Cara.... Ela super assedia o pobre do Holt e se ele não tivesse muito jogo de cintura, tava ferrado. Mas os ataques e comentários são tão divertidos, que em meio ao clima mais quente e sexual, a gente começa a ri. 

O que prende em Meu Romeu, não são as super cenas de sexo entre os personagens, nem as boas piadas. O que vai te fascinar nesse casal é a sinceridade em seus diálogos e depois a reconquista. 



Aí você me pergunta, por que deveria ler esse livro, né? 

Bom, se você leu ou sabe um pouco de 50 tons e ficou frustrada ou acha Christian nojento e doido, leia. Holt é um cara com problemas, mas que apesar de tudo é divertido. É meigo e fofo. Um Grey sem a parte da opressão, dominação e pirações por controle. 

Já a Cassie é divertida e sem frescuras. Diferente da Anastasia que enche um pouco o saco com a maldita "Deusa interior" dela. 

Então, se você quer cenas picantes, mas um romance bom e divertido, já sabe. Vai se apaixonar por eles e pedir mais, viu?

2 comentários:

  1. Resenha muito bem escrita, amei! Deu vontade de ler com certeza. Bjukiss
    ehmainha.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!! Que bom que gostou, viu? Depois que o lê, me conta o que achou, tá bom?

      Beijos!!

      Excluir

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger