quinta-feira, 18 de junho de 2015

Eu li: A Elite - Kiera Cass

E o drama entre America, Maxon e Aspen continua minha gente... Dessa vez, a gente tem um livro mais focado nas questões políticas de Iléa e as dúvidas sobre a escolha da futura princesa, só aumentam, então... A Elite é o livro que vai te deixar um tanto quanto mais irritada com os dramas de America Singer. Prepare-se!!


Nessa sequência, acompanhamos o desenrolar das coisas no palácio com a redução das candidatas da seleção. Agora são apenas seis garotas e as coisas estão cada vez mais complicadas entre elas, no país e principalmente, na família Real.

A presença do rei fica mais intensa nesse livro e infelizmente, não é pro bem de America, viu? E pra gente, ele vai ficar insuportável. Logo, a vontade de "dá na cara dele" é nível 100.




As meninas vão ficar mais próximas da rainha e todas elas vão ter oportunidades de ouro com Maxon. Tudo porque America não se decide de uma vez e continua com o drama de se é capaz ou não de ser princesa, se ama mesmo Maxon, se ele a ama e blá, blá, blá....

Pra ser sincera, esse mimimi dela prende a gente ao livro, mas é um porre enorme. Porque querendo ou não, a gente se coloca no lugar do Maxon e do Aspen, na verdade, mas no lugar do Maxon, porque ele se esforça tanto pra ser bom pra ela e a menina não se decide ou valoriza os esforços dele. Já Aspen  irrita um pouco com a devoção exagerada que tem por America e os riscos que corre pra realizar todos os desejos dela, mas ainda sim, dá pena dele, por se deixar  ser feito de "saída de emergência".


Os ataques dos rebeldes começam a ficar mais sérios e algumas dúvidas começam a surgir sobre o verdadeiro interesse de cada grupo. Por causa disso e de outras questões políticas sérias, a presença de America na seleção, pode ser prejudicada.

Acho que gostei mais desse livro do que do primeiro. Isso, porque ele flui mais rápido e sem tanta enrolação. A parte meia boca é só dos "draminhas" entre America e Maxon, mas as demonstrações de afeto deles, compensa muito viu? Os "ouns" são infinitos e a gente passa a desenvolver algumas emoções sobre os personagens.

O final desse livro é sensacional e inesperado e  nos prepara pras fortes emoções que vão vim em A Escolha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger