quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Eu li: Uma Janela no Tempo - Lorena de Macedo

E hoje tem resenha de livro nacional, porque apesar de quase nunca aparecerem por aqui, eu leio e gosto de alguns, como foi o caso de Uma Janela no Tempo, da Lorena de Macedo que foi mais um daqueles livros comprados por indicação da Gê Flores.



Esse livro me chamou a atenção pela cara e pelo breve resumo que a  fez no vídeo de Book Haul dela. Uma estória tem uma relação com a Segunda Guerra Mundial, mas apesar de ser meio que a "chave" pras aventuras que vão rolar ao longo dos anos em que a estória é ambientada, a autora não foca tanto na guerra e o livro corre todo numa cidade fictícia do interior do Brasil. 

Acompanhamos em quase 300 páginas a vida do menino Daniel Pope e de sua família que após receber uma visita especial numa certa noite, tem sua vida completamente alterada. O que acontece é que no dia seguinte após o tio avô de Daniel ir até sua casa para falar com seu pai, sua irmã mais nova desaparece enquanto está na floresta que havia perto de casa e com esse sumiço, sua mãe acaba defiando até a morte e aí, Daniel e o pai se veem sozinhos e infelizes. 

Com os anos e a dificuldade de cuidar do filho, Alexander Pope, resolve por o menino num colégio interno e lá nesse colégio, Daniel vai ter grandes surpresas e descobertas. Graças a uma brincadeira feita por dois colegas, ele encontra um livro velho que sem saber esconde alguns segredos antigos de família. 



De início, o livro é um pouco cansativo por não ter uma abordagem leve e uma linguagem mais coloquial, porém, logo no segundo ou terceiro capítulo, as coisas já começam a melhorar e a gente já começa a se fixar na vida das pessoas e o clima muda completamente, pois, a cada etapa uma revelação sobre o passado dos Pope será feita. 

Quando Daniel atinge a vida adulta e volta a sua cidade natal, temos uma trama completamente renovada e, é ai, que o livro prende de vez a gente. As suspeitas e mistérios que nascem na gente e no  enredo enquanto o menino está no colégio, são desvendados e as entradas de novos e decisivos personagens dá ainda mais gás.


Além de ser uma estória divertida, de aventura e mistério, esse é aquele tipo de livro que trás lições significativas e reflexões valiosas ao final da leitura. Já que a gente acompanha Daniel sempre refletindo como poderia ter sido a vida dele e de sua família, se ele não tivesse ido brincar fora de casa e a irmã tivesse o seguido. 

Porém, a tal janela do tempo que é título do livro, pode ser a oportunidade que Daniel buscava para reaver as coisas que perdeu, mas será que utilizá-la vale a pena? Essa é uma questão que afligiu Alexander por muitos anos desde que seu tio lhe confiará um relógio que quando acionado fazia as pessoas regredirem no tempo até um momento em especial, só que para isso, a pessoa tinha que consegui se conectar a esse dia quando o relógio se ativasse. 

Daniel tentou várias vezes chegar ao momento exato em que pudesse evitar o sumiço da irmã e fazer uma nova história, porém, a lição do livro é essa: as coisas até podem acontecer de outra maneira, mas, depois que o final foi escrito, tanto faz você ir por um lado ou por outro, se você tem que estar ali, lá você estará. E a gente não pode ter tudo o que quer, se não como seria a vida? 

Em resumo, você começa o livro querendo enforcar a autora por fazer um capítulo com uma linguagem antiga e toda cheia de frescura, depois você se empolga e vive em função do livro e de descobri se vão desvendar as histórias da família Pope  e por fim você vai refletindo junto com o menino o peso de poder voltar no tempo. 

4 comentários:

  1. Assumo que não teria paciência para este livro, prefiro os que me prendem de início. Me enjoo fácil das coisas assumo. principalmente do que não me chama atenção de cara.

    Beijos
    http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm não tive paciência, mas como odeio começar um livro e não terminar, insisti mais um pouco e aí, ele acabou valendo a pena. Afinal, ainda teve toda uma saga pro infeliz vim parar aqui em casa, aí se eu não fosse até o fim meu bolso ia chorar.. kkkkkkk

      Beijos!!

      Excluir
  2. Adoro as suas resenhas,sempre procuro os livros que você resenha!
    Esse parece se muito bom!
    Byamodaantiga.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal! Fico feliz em saber que você curte. Se tiver algumas dicas, me passe!! Adoro indicações e sempre me ajudam a montar minha listinha.

      Beijos!!

      Excluir

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger