segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Diário da Semana #32

Sentimentos antigos


Sou uma pessoa que gosta de aprender. Tenho até bastante facilidade pra isso. Mas algumas coisas eu absorvo e pratico e outras, simplesmente ignoro.

Essa semana eu já sabia que seria incrível e intensa, mas não pensei que mexeria tanto comigo quanto mexeu. Sabe, rever pessoas que literalmente viveram muito tempo com você, faz das saudades um sentimento presente e latente. Eu já falei várias vezes que nesse ano, passei a sentir uma saudade incrível dos meus tempos de colégio, dos meus colegas, dos poucos amigos, dos professores e de toda alegria, amor e impulsividade juvenil que cercava a minha vida naquela época.

Crescemos, mudamos e hoje somos bem mais conscientes, mas ainda sim, ao nos encontrarmos é tudo como se não tivesse passado os cinco, seis anos que nos afastou.

Sempre morro de vontade de parar os adolescentes na rua, só pra mandarem aproveitar essa fase, porque ela deixa uma saudade incrível de dias bobos, risadas leves e suspiros de paixão juvenil e claro, daqueles longos dias com os amigos queridos.
Aproveite cada minuto, não importa como ele seja e nem onde você esteja. Aproveite! A vida passa realmente num segundo.

Em outro momento, também essa semana, pude começar a rever mais uma vez uma história que já faz parte da minha vida cotidiana há bastante tempo, mas que eu reluto em tomar uma decisão definitiva. Às vezes, a gente gosta tanto de alguém que reluta em fazer algo de "ruim" para ela, mas que talvez seja libertador para a gente, por ter a estranha mania de ter fé de que tudo vai melhorar, mas só que as coisas não melhoram e chega um período em que fatidicamente elas vão se estagnar, e aí? O que fazer? 

Não sei. Infelizmente, eu queria ter essa resposta e também força suficiente (talvez eu tenha, mas me falte o gatilho), para por em prática alguma das minha teorias e assim, finalmente quebrar alguns laços e correntes. Eu tenho quase certeza que ás vezes me coloco demais no lugar das pessoas erradas, na hora de relevar o que tenho a dizer, enquanto, ás vezes exagero bastante com pessoas que não merecem, mas que acabam levando a porrada da sobrecarga causada pelas demais. 

E você? Como cuidam dos sentimentos antigos que rodeiam seus corações? Vocês conseguem superar e esquecer pessoas e situações onde, coisas especiais e fortes aconteceram? Eu não. Tenho uma memória tão boa, que ás vezes ela mais me atrapalha que ajuda e aí, já viu... Sofro um milhão de vezes... 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


Essa foi uma semana louca em todos os sentidos que essa palavra possa ter. Comecei lendo um livro bem diferente dos que costumo ler, mas com uma história bem legal e já um pouco conhecido pelos viciados em série.  Terminei "Orange is the new black", um pouco devagar, pois, acabei me enrolado no meio da semana e ler ficou difícil.

A enrolação foi porque na terça, eu e alguns amigos do tempo de colégio fizemos uma surpresa para nossa mamis e ex professora de história, Márcia Severiano. A surpresa só saiu porque tivemos como cúmplice a também ex professora e agora amiga e querida "liguete", Luci Hora. Foi tudo lindo, me controlei pra não chorar, mamis também, comemos, rimos, falamos besteira, mas depois que cheguei em casa, me acabei de chorar... #soudessas





Quarta foi dia de rever outra "abiguinha". Sai com Crys para dá uma volta no shopping e ver a decoração de Natal. Aproveitei pra passar na Saraiva e tentar comprar "A probabilidade do amor a primeira vista", que eu havia tentado comprar há algumas semanas atrás na Saraiva, mas infelizmente, não voltou ao estoque e pra não atrasar mais ainda meu pedido, eu acabei cancelando. A sorte é que havia só um na loja e eu dei sorte de achá-lo e trazê-lo para casa. 

Também comprei mais outros três livros legais: dois da Agatha Christie com capas estilizadas (um deles eu dei de presente a mamis) e um bem legal que tinha visto em algum lugar por aí, chamado de "Listografia - sua vida em listas". Achei a ideia de fazer listas temáticas bem legais e não pensei duas vezes antes de comprá-lo. Já comecei a fazer e preciso dizer que ele é show de bola!! 








Listografia tem umas listas bem interessantes e outras um tanto quanto comprometedoras (como por exemplo, dos caras que você teve paixonites agudas ou dos caras que você já pegou...), mas que acabam fazendo dele um exercício bem divertido e diferente para montar sua biografia. 


E aí, o que acharam da minha semana? Lembrando que pra acompanhar tudo em tempo real, é só me seguir no Instagram (@lalylihh), viu??



Beijos!! 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger