segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Diário da Semana #29

Como entender o amor? 


Resolvi mudar um pouco o formato do diário da semana e colocar algum texto sobre algum tema que mexeu comigo durante a semana que passou, antes de começar a contar pra vocês sobre os acontecimentos e mostrar as minhas fotos. 

Essa motivação, veio da vontade louca que já me cercava há algum tempo de falar sobre temas que fogem um tanto do que geralmente vimos por aqui... Nossa, eu tenho tantas coisas para compartilhar com vocês, que se fosse segmentar tudo, teria que fazer mil blogs, sabia? Mas acho que a graça de um blog com um nome tão incomum quanto o do meu, é que posso falar de tudo e justamente não seguir uma regra ou um sentido obrigatório. Então, hoje, falarei sobre o amor... O amor que inspira, que constrói, que dá esperanças e que se mantém pronto pra enfrentar tudo que o mundo e até ele mesmo venha a colocar como prova. 

O tema "amor", veio até mim, depois de ler o livro "A última carta de amor", da Jojo Moyes. Já comentei algumas vezes sobre ela e seus livros e o quanto me surpreendo a cada leitura nova. Mas, se até então, eu tinha "Como eu era antes de você", como o meu livro favorito dessa autora, tudo virou e modificou com o último. 

Em "A última carta de amor", a gente é transportado involuntariamente a questionamentos importantes sobre a definição e principalmente, a visão atual que temos sobre o que é amar e estar amando ou até mesmo apaixonado. Talvez, quando a gente abre mão do que ama por um motivo que é totalmente alheio a nossa vontade, estamos sem querer (e da forma mais dolorida), dando uma grande prova de amor a quem amamos. O amor é um sentimento lindo, porém, é egoísta. Ele muitas vezes nos faz perder o sentido das coisas e a proporção dos nossos atos e sentimentos. Mas, ver histórias de amor, provocam tantas coisas dentro de nós, até mesmo quando essas histórias demoram tanto para dar certo, como foi o caso do casal do tal livro. 

Uma pergunta ecoou em mim e eu deixo ela com vocês: por quê o amor de ontem é mais pleno e fullgás que o de hoje? Amar perdeu o sentido ou as diretrizes? Amamos menos e "deixamos rolar" mais? Pensem e me ajudem a encontrar uma resposta para o amor de ontem e o amor de hoje. 


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx


E agora falando finalmente sobre a minha semana que passou, eu tenho que dizer que ela fooi louca, agitada e cheia de coisas para por em ordem. Viajar é marailhoso, mas a vida pós viagem é deprimente. Nossa... Coisas para arrumar, guardar, limpar... Trabalhos pendentes... Uma loucura!!

O pior é que ainda não consegui definir metade das coisas, viu? Ainda tenho um quarto e um banheiro me esperando para limpar e arrumar a zona que passou antes e depois da viagem. Algumas comprinhas ainda sem lugar pra viver e claro, vários vídeos para gravar e post's a preparar. 

Pelo menos, comecei a semana com livro novo e consegui concluir magistralmente. Li o lindinho e super romântico "A última carta de amor", como já narrei lá em cima e fiquei alguns dias suspirando por aí e lembrando da época (não tão distante, diga-se de passagem) em que escrevia cartas de amor. Hoje, ainda escrevo sobre amor e para um amor, mas o formato é um pouco diferente e a privacidade menor ainda, já que vira e mexe elas viram tema do "Nós, amores e muito blá, blá, blá". 




Já contei que amo modificar a decoração do meu cantinho e organizar as coisas? Pois é, sou viciada em organização, tanto que algumas amigas juram que eu tenho TOC, mas não é pra tanto, elas que são mais bagunceiras e se incomodam com minhas pequenas manias. 

Aproveitei e comprei na viagem, alguns organizadores de batom, para tentar por a coleção em ordem e acabei me surpreendendo com o tanto de batom que tenho. Já tinha dois organizadores de doze lugares cada e comprei dois de vinte e quatro lugares cada, resultado: preenchi todos os quatro organizadores, só que agora os batons estão alinhados pelas marcas e ainda teve batom sobrando e voltando pra caixinha da QDB? que em breve vou postar pra vocês. Fiquem ligadas, viu?



E por fim, meu lindo fim de semana que se resumiu em uma ida estratégica ao shopping no sábado para providenciar umas coisinhas para guardar pincéis e bijus novas, uma visitinha básica aos parentes e uma maratona intensa de livros, séries e filmes para fechar a noite com chave de ouro.

Já o domingo começou cedo e bem animado. Tentei gravar um vlog até, mas nem sei como ele vai ser ou estar... Mas, eu fui a um evento típico de carros antigos e como todo ano, amei!! O legal é que essa edição tinha mais carros e alguns modelos "novos". Mesmo com o calor infernal que fazia, deu pra aproveitar bastante e fazer algumas fotinhos, que depois eu posto para vocês. Também aproveitei o dia comendo que só uma louca, revendo alguns amigos e depois ficando semi doente (com febre, dor de estômago), mas nada que logo, logo não fique boa. 

Para saber mais sobre o que rola na minha semana, é só me seguir no Instagram, tá?? 


Beijos!!! 

6 comentários:

  1. Eu tenho esse livro mas nunca li (falta de tempo rs). Mas ele é muito lindo ♥
    Beijooos :*
    http://blogdajeeu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito lindo e vale cada horinha dedicada, viu?? De arrancar suspiros e lágrimas.

      Beijos!!

      Excluir
  2. Adorei a reflexão do inicio, e adorei a coleção de batons rsrsrs.

    Beijos
    www.pimentasdeacucar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Jú. A coleção é um vício que precisa ser controlado urgentemente, se não, vou falir.

      Beijos!!

      Excluir
  3. Lay, reparei que nunca mais li um livro "normal" só livro religioso... e seus posts com livros normais me deixa doidinha pra comprar todos e lê.kkkkkkkkkkkkkkk
    Menina estou doida atrás de organizador de batons e maquiagem do grande... todos que acho por aqui é tudo pequeno :(
    Beijos!
    www.julianafelix.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compra Jú!! Eu tô com vários de romance pra ler e cada dia a lista aumenta mais... Faz bem ler uns de amor de vez em quando pra aliviar o coração e suspirar um pouco.

      Aqui em Salvador é um sufoco achar organizador grande... Quando a gente acha é sempre tudo tão caro, né?? Acho um absurdo!!!

      Beijos!!

      Excluir

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger