quinta-feira, 27 de março de 2014

Autoajuda as avessas - DR. House : Um guia para a vida

Gregory House é o médico mais amado de todos os tempos (cerca de 80 milhões de fãs em todo mundo). Acho que nos últimos anos, nenhuma série de TV prendeu tanto a atenção e conquistou o carinho do público como House. Isso se deve boa parte pela personalidade bem atípica do médico e seu charme ao ser extremamente mal humorado e até desagradável.

É natural que quando uma série ganha dimensões como essas, surjam vários produtos sobre ela e seus personagens, porém, acho que ninguém foi tão criativo quanto Toni De La Torre que escreveu um livro de autoajuda inspirado na personalidade do médico interpretado por Hugh Laurie



Há algumas semanas, tive a oportunidade de ir a uma feira de livros que estava acontecendo no Salvador Shopping e adquiri esse livro e aquele do rock, lembram?  O preço também foi tão camarada quanto o do outro, mas diferente do primeiro livro, esse daí tem um texto e toda uma trama super desenvolvida. ´

Veja bem, ele é praticamente uma terapia ás avessas e, é isso que faz com que as palavras e dicas descritas nele tomem forme e sem materializem mais do que a dos livros do mesmo gênero. O livro não te ensina a encarar a vida de uma forma linda, bonitinha e toda perfeitinha. Ele te incita a viver no mal humor, ser irônico e construir um ego forte e bem consolidado, não se importando com a opinião dos outros e não acreditando em nada e em ninguém. 

Claro que nem tudo pode ser levado ao pé da letra e seguido, porém, é justamente isso que faz com que você, leitor, veja que  quer fazer o avesso e questione se viver daquele jeito é 100% seguro e satisfatório para si próprio. Confuso, né?




O livro é dividido em quartro partes: Eu e eu mesmo; De coração aberto; Interpretando o papel de Deus e por fim: Elementar, caro House. Esse último capítulo tem um título bem familiar aos fãs de House, já que o seriado é uma adaptação do clássico "Sherlock Holmes"

Ao longo do livro aparecem alguns diálogos de House com seus subalternos e com Wilson e Cuddy. Além de algumas frases bem polêmicas e famosas dele, além de alguns lembretes bem interessantes sobre a convivência com os outros, confiança, amor e escolhas de vida. 

"Desconfie sempre dos outros. Se não tem argumentos para isso, invente algo."



 Boa parte do livro é bem humorada e consegue arrancar ótimas risadas da gente. Achei ele um ótimo jeito de matar as saudades que ficaram do personagem, além de realmente ser um livro bem mais gostoso de ler e até eficaz no quesito "levantar a autoestima".

Os capítulos são bem curtinhos e fáceis de ler, não possuem mais que quatro páginas no máximo e como é bem engraçado, a gente praticamente lê o livro voando em até um dia. Como sou preguiçosa e dramática, tô lendo bem devagar pra saborear bem e prolongar os risos.

Infelizmente, não sei onde encontrá-lo para vender presencialmente, mas na net tem disponível para download aqui e aqui, tem a venda também na loja virtual da Saraiva (mais caro do que paguei, mas enfim...).



Beijos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger