sexta-feira, 21 de junho de 2013

Selo: Discovery new blogs - Vamos falar sobre o blog?

Quem acompanha o blog a bastante tempo, pelo menos a mais de dois anos, deve lembrar que a gente sempre participava daquelas brincadeiras com selos dados por outros blogs. Eu sempre achei isso legal, porque é uma boa forma de interagir e conhecer mais um sobre o outro, né?

A brincadeira morreu por um tempo e agora tá de volta e o Sentido foi marcado no selo Discovery New Blogs, pela querida Anna Almeida, do Assinatura de Estilo. Vamos lá?


Esse selo consiste em responder algumas perguntas sobre o blog. Quem te marca no selo, te envia algumas perguntas para você responder e repassar para outros queridos. Vamos ver as regras que a Anna mandou?


Escrever 11 coisas sobre o seu blog. 
- Responder a 11 perguntas feitas pelo blog que o indicou 
- Indicar 11 blogs com menos de 200 seguidores 
- Fazer 11 perguntas para quem indicou.


11 Perguntas da Anna:

Porque você criou o blog?

Eu criei o blog como uma canal para começar a ensaiar algumas coisas do meu curso, já que na época eu tinha acabado de começar o curso de Jornalismo (que acabou de terminar e foi um blog), então, como oficialmente ainda não podíamos ter nenhum veículo da faculdade para escrever e por as vontades para fora, eu criei o Sentido com um formato bem diferente e bem abrangente. Na época, tínhamos várias seções e colunistas.

De onde surgiu o nome do blog?

Eu sempre gostei de nomes diferentes  e incomuns.  Mas no caso desse blog, o nome foi por causa de uma música da Isabela Tavianni (uma das minhas cantoras favoritas) que eu estava ouvindo muito e como o título "Sentido Contrário" é sugestivo e curioso, eu resolvi usar e ver no que dava. 

Qual o intuito do seu blog?

Como eu falei lá no inicio, o blog, nasceu pra exercitar precocemente a futura profissão e também me proporcionar a chance de conhecer e descobrir novas pessoas e a mim mesma. Eu não sabia ainda em que área do Jornalismo queria atuar e graças as mil possibilidades que me foram ofertadas pelo blog, conseguir descobrir duas de que gosto muito. Editoria de Beleza e Assessoria de Imprensa. Hoje, acho que o Sentido Contrário funciona como um local para trocar experiências, continuar a fazer amigas e principalmente aprender e me aprimorar profissionalmente. 

Pensa em um dia desistir de postar?

Acho que não existe uma blogueira que já não tenha pensado nisso ou até feito isso por um tempo. Ás vezes a gente precisa parar, pensar, planejar e se reinventar. Algumas vezes a parada da certo e a gente volta melhor do que antes, em outras, não funciona tão bem e a gente descobre que não quer mais aquilo. Eu gosto muito de fazer isso, porque como já disse, é um exercício. Querendo ou não produzir conteúdo é a minha vida, foi a profissão que eu escolhi e como acredito bastante na eficiência dos blogs como veículos de comunicação, acho que não. Não desistirei de postar. 

Tem o blog como hobby ou profissão?

Complicado. Eu levo muito a serio tudo o que eu faço. Querendo ou não, eu encaro o ato de preparar as coisas para o Sentido e também para o Queens, como um trabalho. Porque por mais que seja um hobby, se você tem um blog reflexivo, onde você dá dicas e não somente fala sobre sua vida pessoal, você é um comunicador e tem responsabilidades com seus leitores. Pode ser seu hobby, mas é meio de comunicação de uma outra pessoa e tudo o que você faz, influencia de forma direta ou não a vida de alguém. Então, acho que há uma responsabilidade muito grande embutida nisso tudo e encarar com seriedade e ter o blog como uma profissão é fundamental para o sucesso dele. 

Dica para novos blogs?

PERSEVERAR. Eu sempre falo que nesses três anos o que mais fiz foi observar as atitudes de outras blogueiras no meio web e na vida real. Esse não é um mundo fácil. Tem gente que faz bem menos coisa que determinado blog e do nada bomba pra caramba. Claro, isso desmotiva, mas você precisa querer que der certo e perseverar pra dar. Não desistir, não deixar de ser curiosa (o), pesquisar, ser humilde. Humildade também é um dica fundamental, porque você precisa querer aceitar os conselhos que vão vim e não deixar seu ego querer tomar conta da situação e se achar melhor que o outro.  No mais, é aquelas dicas mais técnicas como investir em material e na produção de conteúdos legais e inteligentes. 

Já teve alguma situação engraçada envolvendo o blog? Conte-nos.

Sempre rola umas situações engraçadas comigo. Não sei se é porque eu falo demais ou o quê, mas acho que a mais engraçada foi no mercado. Eu sempre vou muito ao Extra e por incrível que pareça não é para comprar comida. Acho que foram poucas as vezes que fui lá pra isso. Geralmente, eu vou comprar eletro, coisa pro computador ou fazer alguns garimpos (sempre dá pra achar objetos de decoração, vestuário e livros por um ótimo preço por lá), mas eis que um certo dia, tô eu lá observando os quadros, quando percebo que tinha um casal me olhando. Fiquei meio receosa e fui pra parte dos livros, tô lá olhando e do nada, olha o casal lá de novo. Achei que fosse coisa da minha cabeça e fui rodar. Passei por várias seções e eles dois me acompanhando. Eis que quando tô indo pro caixa, a moça me para e me pergunta se eu sou eu, porque o namorado dela sempre acompanha o blog pra ver dica de presente pra ela. Tipo, quando a mulher segurou no meu braço e puxou eu quase gritei e fiquei mais estarrecida de quem ser leitor, ser o namorado. kkkkkkkkkkkk

Já abriu mão de sair para postar?

Sim. Acho que é o que mais faço. Por causa da faculdade, eu acabava não tendo muito tempo durante a semana para fazer as coisas (gravar vídeos, fazer as fotos e montar os post's), então, eu fazia sempre no final de semana. Sempre perdia um sábado ou um domingo, para agilizar tudo. 

Na hora de fotografar no meio da rua fica com vergonha?

Depende do que for. Ás vezes eu fico um pouco sem graça, mas ultimamente, tenho perdido a vergonha e nem me grilo mais. 

Criticas negativas te incomodam?

Se tiverem embasamento, não. Mas se for a crítica simplesmente por criticar, eu não gosto, como  qualquer pessoa. Acho que tudo é questão de argumento e ponto de vista.  Ninguém é igual a ninguém, então, se você acha que azul não é uma cor legal e eu acho que verde é, isso é questão de ponto de vista e cada um tem o seu. 

Sonhos?

Muitos. Mas sonho a gente não conto, se não, não acontece! 



*Depois eu volto para indicar os blogs e as perguntinhas!


Um comentário:

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger