sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O que tenho usado: Cabelos

Eu tenho mania de comprar cosméticos e super assumo isso, pois, penso que toda mulher tem um fraco para essas coisas. Gosto de compra de tudo um pouco e cada época meu vicio se direciona para um setor. Ás vezes invisto muito em maquiagem, outras em produtos para a pele do corpo e perfumes e assim vai... No geral sempre invisto muito em produtos pro rosto. Muito que eu digo, é todo mês, quem acompanha o blog sabe bem o porquê, né? Mas então, meus cabelos são um assunto complexo, porque se eu enjoo dos meus cremes de pele, que dirás dos produtos de cabelo e, isso é um problemão, porque produto de cabelo sempre é caro e perde o gosto do nada pelo produto, é complicado. Outro fator que colabora para a  minha extrema falta de dinheiro mensal, é a busca pelo produto perfeito. Eu sou adepta ao alisamento capilar. Meu cabelo natural é meio misto, as pontas são mais cacheadas que o resto do cabelo e como eu não tenho paciência e nem gosto de usar ele cacheado. Outro fator é que meu cabelo já foi mega cheio. Cheio ao ponto de eu sofrer muito na hora de desembaraçar e pentear, por isso, desde cedo comecei a usar química para deixá-lo mais domesticado. Não adianta, que eu não vou mostrar uma foto do meu cabelo natural aqui e nem de como ele era antes da química, porque isso faz muito, muito, mais muito tempo mesmo. Pela minha contagem trato meu cabelo quimicamente a uns 11/12 anos. No início, ele se mantinha longo e talz, resolvi cortar e daí em diante me entreguei de vez ao liso.


Minha primeira química, foi a progressiva. Amei, o cabelo ficou bem liso e ótimo de escovar, porém quando o tempo da progressiva passou, meu cabelo ficou bem danificado e super sem volume. Sinceramente? Ficou vazio, porém, mesmo eu não retocando a progressiva e só fazendo o relaxamento normal com Amônia, ele se manteve disciplinado e até fácil de alisar. Não voltei a fazer a progressiva e nem a escovar o cabelo direto. Dei um tempo em tudo, pro cabelo ser recuperar e até que deu certo. Foi um ano, para ele recuperar a vida. Nesse período, eu deixava ele bem mais natural, porém era muito mousse, leave in, pomada e difusor, para ele ficar ajeitadinho e apresentável.



Cabelo com progressiva.
Créditos: Laly Oliveira

No fim de 2009, resolvi voltar de vez para a escova + prancha, para o cabelo ficar mais prático e ajeitar o corte dele com franjão na lateral. Deu certo, foi legal e prático, durante uns bons meses. Quando o relaxamento passava, para eu não ter que correr pra alisar e danificar o cabelo, fazia a escova + prancha normal e completava com cachos feitos no bobe de espuma. Só que ele ficou volumoso demais e eu enlouqueci e fiz a MAIOR besteira do mundo. Passei a relaxar toda semana. O que consegui? Muito, muito, mais muito POUCO volume. Hoje,  migrei para a escova definitiva, que tem um tempo de manutenção, menor que o relaxamento e a progressiva, porém alisa mais, não danifica o cabelo, por não conter formol e deixa o cabelo com um aspecto mais natural que o da progressiva. Porém, você tem que hidratar toda semana, sempre tá dando uma cortada nas pontas e claro, utilizar bons produtos.

Nosso post de hoje, vou falar justamente sobre esses produtos que eu tenho usado e tenho gostado bastante. Resolvi fazer isso e, principalmente começar o post assim, contando toda a minha história com químicas e produtos, por saber que muitas meninas passaram / passam, por situações parecidas com as minhas. Uma coisa importante de ressaltar, é que cada pessoa tem um tipo de cabelo e uma necessidade específica. Quero ressaltar, que os produtos que eu falo, são de uso pessoal, nenhuma marca deu ou pagou pelo post. Ou seja, tô falando deles porque quero e pronto. Se vocês quiserem informação sobre onde comprar e até sobre o salão que eu frequento, é só mandar e-mail ou deixar comentário que eu respondo, ok??


                   



Como o post ficou gigante e o vídeo também, vou dividir em duas partes, ok?? Assim fica melhor pra ser visualizado.


                                   
                                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita!!!


SENTIDO CONTRÁRIO - 2015. Todos os direitos reservados.
Tecnologia do Blogger